Cannabis Medicinal

Nova pesquisa New Frontier Data: Perfil dos usuários de CBD nos EUA

COMECE SEU TRATAMENTO AGORA

A New Frontier Data, autoridade global em dados, análises e inteligência de negócios na indústria de cannabis, em parceria com a Square, lançou o primeiro volume de sua mais nova série que analisa o perfil dos usuários de canabidiol, intitulado “EUA Relatório do Consumidor CBD: Arquétipos e Preferências”.

Com base na maior pesquisa relacionada ao usuário de CBD nos EUA até o momento, este relatório pioneiro identifica e descreve o seu comportamento e preferências.

“Nossa pesquisa mostra que 1 em cada 5 americanos usaram CBD, o que demonstra um grande salto no interesse dos consumidores no setor”, disse Giadha Aguirre de Carcer, fundadora e CEO da New Frontier Data.

“Enquanto esse fenômeno está se enraizando em muitas outras regiões, como Europa e América Latina, os Estados Unidos continuam a representar o maior mercado de CBD; entender seus consumidores de CBD é, portanto, uma prioridade para as empresas da indústria legal de cannabis e para uma infinidade de setores maduros, como Alimentos e Bebidas ou Saúde e Beleza. ”

Quem são as pessoas que usam CBD nos Estados Unidos?

Os Estados Unidos são o maior mercado mundial de CBD.

As descobertas da nova pesquisa detalham os comportamentos, as preferências e as práticas de consumo entre os usuários americanos deste fitocanabinóide. Desta forma, vejamos as características que moldam o seu perfil.

Primeiramente, a pesquisa revelou que 86% dos americanos conhecem o CBD, sendo que 18% já fizeram o seu uso de alguma forma.

Ao se dividir por idade, descobriu-se que as parcelas dos americanos que já fizeram uso se distribui da seguinte forma:

  • Idade: de 18 a 34 anos – 23%
  • Idade: de 35 a 54 anos – 21%
  • Idade: acima de 55 anos – 14%

No que diz respeito às percepções públicas, o CBD desfruta de avaliações consideravelmente favoráveis, pois aproximadamente metade (48%) dos americanos não usuários relataram uma concepção positiva sobre o fitocanabinóide, aumentando para 84% entre os usuários.

Entre as pessoas que já fizeram uso, 40% relataram que utilizam o CBD pelo menos uma vez por semana.

Assim sendo, a pesquisa identificou que as frequências de utilização se dividem da seguinte forma:

  • Pelo menos uma vez por dia – 21%
  • De uma a algumas vezes por semana – 19%
  • De uma a algumas vezes por mês – 17%
  • Algumas vezes por ano ou menos – 18%
  • Apenas uma ou duas vezes na vida – 25%

Isso sugere que, para aqueles que já fizeram uso do CBD, há um nível relativamente alto de satisfação com o produto com uma forte tendência de que eles o incorporem em suas práticas de bem-estar pessoal.

Nota-se, apenas um quarto (25%) dos consumidores de CDB relataram ter usado somente uma ou duas vezes na vida.

Enquanto muitas empresas de bens de consumo estão trabalhando para entrar neste mercado, os óleos/tintura continuam sendo as formas dominantes e preferidas de uso, seguidas por produtos tópicos (cremes e pomadas) e alimentícios.

Assim, as formas de utilização se dividem da seguinte forma:

  • Óleo/tintura – 63%
  • Produtos tópicos/externos – 36%
  • Produtos alimentícios – 31%

As principais razões para o uso do CBD foram o gerenciamento da dor ou fatores relacionados ao relaxamento (alívio do estresse e ou redução da ansiedade).

Esta constatação já era esperada, pois grande parte do marketing em todo os EUA enfatiza tais propriedades do CBD, e muitos dos produtos disponíveis são criados para atender às necessidades dos consumidores que procuram gerenciar a ansiedade ou buscar alívio da dor crônica.

Logo, este fator ficou dividido da seguinte forma:

  • Gerenciamento da dor – 41%
  • Relaxamento – 33%
  • Bem estar geral – 18%
  • Medicinal – 9%

Conexões pessoais e lojas online foram elencadas como fontes primárias para a compra do fitocanabinóide.

À medida que o mercado de massa de CBD cresce para incluir produtos de banho, cuidados pessoais, produtos alimentícios e outros bens de consumo, os pontos de venda também tendem a se expandir para supermercados, farmácias e salões de beleza que atualmente atendem coletivamente menos de 1 em cada 8 consumidores.

Os consumidores relatam a compra de CDB tanto para si, quanto para outros. Mais de um quarto (27%) informaram que já compraram o fitocanabinóide para um membro da família, com 7% comprando para outra pessoa.

Este fator ficou dividido da seguinte forma:

  • Comprado para si mesmo – 88%
  • Comprado para membros da família – 27%
  • Comprado para outras pessoas – 7%

Para finalizar, mais algumas informações do relatório:

Os compradores de CBD com idades entre 35 e 54 anos (21%) gastam mais de US $ 100 por mês com produtos contendo o canabinóide.
29% dos americanos relataram probabilidade de comprar CBD nos próximos seis meses.

Essas descobertas fazem parte de uma série contínua de projetos de pesquisa da New Frontier Data focados em CBD que examinam o mercado nos Estados Unidos e global para fornecer informações aprofundadas sobre essa crescente indústria.

COMECE SEU TRATAMENTO AGORA
blank

Autor

ReMederi

A Remederi é uma empresa brasileira de saúde, com a missão de promover qualidade de vida por meio do acesso a produtos, serviços e educação sobre Cannabis medicinal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
remederi, anvisa

A REMEDERI preza pela saúde dos seus pacientes. Ancorados na transparência e lisura, estamos evoluindo para atender todas as regras sanitárias brasileiras da ANVISA e nos adequando à Portaria 344/1998 do MS e da RDC 96/2008, RDC 327/2019 e 660/2022.