Cannabis Medicinal

Mitos e conceitos errôneos sobre CBD

COMECE SEU TRATAMENTO AGORA

A equipe ReMederi busca trazer para seus leitores textos com o maior rigor técnico e científico.   

Neste caso, traduzimos um artigo redigido pelo médico americano especialista em naturopatia Tomas Macsay

Possuindo vasta experiência neste ramo da medicina, ele é responsável pela formulação e desenvolvimento dos produtos de CBD da marca Heaven and Earth Medicinals.

Dentre outras funções, auxilia na criação de fórmulas verdadeiramente terapêuticas com extrações de todo o espectro (full spectrum) contido nas plantas da cannabis, visando a confecção de produtos que contenham todas as suas substâncias.

Essa característica é de suma importância para produzir todos os efeitos terapêuticos que a cannabis proporciona, conforme veremos a seguir.  

Mitos e conceitos errôneos sobre o CBD

Todos e suas mães parecem estar vendendo CBD e produtos de cannabis hoje em dia e, honestamente, isso provavelmente não é tão absurdo assim! 

O problema, entretanto, é que ainda contamos principalmente com um grande corpo de evidências pré-clínicas para determinar os benefícios e efeitos dos produtos de CBD.

Não temos certeza de como isso afeta a capacidade de nosso corpo de metabolizar outras drogas e compostos, bem como seus potenciais efeitos colaterais com o uso a longo prazo. 

Em meio a uma lacuna nas evidências científicas clínicas, o mercado permitiu que as pessoas lançassem produtos com rotulagem e informações imprecisas e, às vezes, falta de conteúdo real de CBD.  Isso é enganoso e potencialmente perigoso para muitas pessoas que compram produtos de cannabis e CBD.

A Heaven & Earth se esforça para fornecer as melhores informações sobre o que sabemos, com base na melhor ciência disponível, ao mesmo tempo que fornece as ferramentas para garantir que você esteja obtendo o melhor produto possível!

Vamos começar com alguns princípios básicos

Sabor e aroma

Vamos tornar isso realmente simples para você!

Se o seu produto carece de qualquer sensação de cannabis ou erva, significa que você provavelmente está perdendo toneladas dos benefícios à saúde de toda a planta. 

É provável que você esteja obtendo compostos insípidos isolados, como o isolado de CBD. 

Bem, o que há de errado com o isolado CBD, você diz? 

O problema é que produtos sintéticos de CBD, isolados e produtos sem qualquer vestígio de cannabis não fornecem muitos benefícios após uma determinada dose (conhecida como curva de sino de resposta à dose). 

Na verdade, os efeitos começam a diminuir com o tempo e pode haver consequências negativas se você tomar muito CBD ou qualquer composto isolado de cannabis em excesso. 

O sabor e a maior parte do potencial de cura vêm dos diferentes canabinóides, terpenos, flavonóides, clorofila, minerais, óleos e outras resinas presentes na planta da cannabis. É claro que não teríamos muito sabor se não fosse pelos compostos aromáticos que estimulam nosso nervo olfatório (nervo craniano I, responsável pelo cheiro).

Os aromas ajudam a preparar o corpo para qualquer coisa que estejamos ingerindo. 

Esses compostos aromáticos enviam sinais ao cérebro, preparando o corpo para receber o remédio ou alimento que estará ingerindo. 

Na verdade, isso aumenta diretamente a biodisponibilidade naturalmente, pois o corpo estará pronto para absorver, mobilizar e metabolizar tudo o que foi ingerido devido a poderosas enzimas e hormônios sendo liberados por todo o cérebro, corrente sanguínea e intestino.

Canabinóides e de onde vêm.

A pergunta que esperamos responder é: todos os canabinóides são realmente canabinóides? 

Vamos falar de nomenclatura!

Os receptores de canabinóides são assim chamados porque eles reagem fortemente a um grupo de compostos, agora conhecidos como fitocanabinóides da planta cannabis. Assim, eles ficaram conhecidos como receptores de canabinóides. 

Mais tarde, descobriu-se que o corpo humano produzia seus próprios compostos que também se ligavam a esses receptores, tendo um efeito semelhante, sendo agora chamados de endocanabinóides.

Endo, neste sentido, refere-se ao fato de que esses “canabinóides” são produzidos pelo corpo. 

Nossos próprios endocanabinóides não são canabinóides reais, assim como outras plantas com estruturas semelhantes a canabinóides não produzem canabinóides. 

Estruturas semelhantes a canabinóides também existem em outras plantas. Mais notavelmente, terpenos conjugados como o beta-cariofileno na pimenta-do-reino, que é facilmente encontrado na cannabis e dá a ela seu cheiro distinto de skunk. 

O beta-cariofileno interage com nossos receptores CB de maneira muito semelhante aos outros terpenos, proporcionando efeitos de entorno do CBD sobre os quais tantos ouviram falar.

Tem havido afirmações de que outras fontes possíveis de estruturas canabinóides ocorrem em certos organismos e plantas, como musgo ou casca de pinheiro. 

Neste ponto, parece que é principalmente para criar buzz de marketing, já que há uma falta de qualquer ciência e estudos concretos que indiquem qualquer conteúdo de canabinóides.  

O composto do musgo é conhecido como Perrotetineno/PET e compartilha uma estrutura semelhante com a do THC. Ele se liga moderadamente aos nossos receptores CB1, o que faz com que seja um canabinóide. 

Outras empresas afirmam ter compostos de CBD derivados de casca de laranja e casca de árvore perene. Não consegui encontrar nada da ciência sobre isso. 

Parece haver algumas plantas, como Helichrysum, que contêm compostos canabigerol (CBG), o conhecido precursor ou o canabinóide parental. 

O lúpulo é outra planta com potencial para sintetizar canabinóides. O lúpulo, sendo intimamente relacionado à Cannabis, tem sido fortemente associado a muitas das qualidades relaxantes e sedativas que normalmente pensamos no CBD. Não é de admirar que possa ser utilizado como fonte de canabinóides e estruturas relacionadas no futuro.

No entanto, depois de tudo isso, a planta cannabis é a maneira mais segura de obter a mais rica e ampla variedade de canabinóides. 

A outra história, da qual falamos na primeira seção, é o fato de que na verdade são todos os minerais, terpenos, outros óleos e flavonóides que realmente dão à planta de cannabis seu potencial de cura extremamente potente.  

Portanto, se você está procurando um verdadeiro remédio, obtenha o óleo da mais alta qualidade e de espectro completo que puder encontrar! 

É realmente Full Spectrum?

Isolar, destilar, amplo espectro, espectro completo ……… O que tudo isso significa? 

Na verdade, não responderemos a essa pergunta neste artigo,  mas você pode ler sobre em “All About Cannabinoids” do Dr. Thomas Macsay ou em “CBD basics” do Dr. Caileen Vermilyea.

Muitos que utilizam produtos de cannabis se acostumaram aos termos usados ​​neste mercado, como os que mencionei acima. No entanto, parece que um verdadeiro entendimento ainda está faltando.

Heaven & Earth Medicinals é um forte defensor de medicamentos de plantas inteiras e extratos de espectro completo.

MAS….. há uma diferença entre canabinóides de espectro total e um extrato de cânhamo de espectro total.

Um verdadeiro extrato vegetal de espectro completo consistiria em todas as partes da planta, incluindo: minerais, resinas, óleos, terpenos, flavonóides, polifenóis, clorofila e muito mais! 

Em um mundo ideal, seríamos capazes de consumir todas as partes da planta de cannabis, desde as raízes até os menores brotos!

Essa é uma tarefa difícil de realizar para a maioria das pessoas. Em vez disso, as plantas são decompostas, suas partes com qualidades promissoras são extraídas e depois vendidas como um ingrediente quimicamente processado e isolado. Não há muita conexão com a planta real de cannabis ali.

Quanto mais estudamos a planta de cannabis, mais descobrimos que seus outros compostos têm suas próprias qualidades únicas e poderosas. 

Com toda a honestidade, extratos verdadeiros de plantas inteiras são difíceis de encontrar no mercado atual. 

É difícil criar um produto estável, consistente e saboroso usando o extrato mais completo de uma planta de cannabis. Portanto, ao olhar para produtos de espectro completo, a terminologia normalmente se refere a um produto com um perfil canabinóide completo que reflete o conteúdo da planta da qual foi extraído. 

Isso significa CBD, THC mínimo, traços de outros canabinóides e vários níveis de terpenos, dependendo do método de extração utilizado. 

Os produtos canabinóides de espectro total terão o maior potencial de cura dos produtos do mercado, mas o amplo espectro é uma substituição aceitável se o THC for evitado completamente. 

Dosando mitos

A maioria dos profissionais com vasta experiência no uso de medicina baseada em plantas dirá que a dose e a resposta de cada indivíduo variam de acordo com sua saúde atual, hábitos de saúde, genética, doenças e vários outros fatores. 

Se alguém nunca usou CBD ou cannabis antes, é normalmente recomendado começar com uma dose mais baixa, como 0,5 mg, que pode ser apenas algumas gotas de um produto. 

Aumente ligeiramente a dose, algumas gotas, todos os dias. 

Isso depende muito da resposta à escolha do produto e do modo de ingestão. 

Se houver uma reação forte, retarde o aumento da dosagem por alguns dias, mas continue usando o produto na dose anterior mais tolerável.

Pare de aumentar a dose quando os benefícios mais significativos forem sentidos. 

Enxágue e repita. Certifique-se de fazer pausas também para evitar a dessensibilização e tolerância.

Nós, humanos, parecemos ter uma tendência a querer continuar tomando mais e mais, porque, bem, MAIS = MELHOR certo? 

A Heaven & Earth Medicinals quer garantir que isso definitivamente não é assim com nenhum produto de cannabis. 

A ênfase deve ser em ouvir o corpo e suas respostas ao produto que ingeriu. Faça uma pausa e anote quaisquer sentimentos e sensações antes de ingerir seu produto e, em seguida, volte a sintonizar meia hora depois. 

Seu corpo precisa de mais? Precisa de menos? Ou parece bom?

A mensagem principal é: você sabe que seu corpo é o melhor, e seu corpo sabe exatamente o que precisa. Não podemos e nunca seremos capazes de enfatizar isso o suficiente. Ouça o que ele tem a dizer e saberá quando encontrar sua dose. 

Equívocos psicoativos sobre o CBD

Não é interessante que alguns canabinóides como o THC sejam psicoativos, e aparentemente todos os outros canabinóides não?

Este é o principal ponto de venda de muitas empresas. 

“CBD não psicoativo!” está estampado em todo o site, no material de marketing e nos próprios produtos.

Eu gostaria de deixar claro que todos os canabinóides são muito psicoativos, mas não da maneira que costumamos associar às espécies de cannabis.

Os receptores CB, que se ligam aos canabinóides para produzir efeitos psicoativos e benéficos, são os receptores únicos e mais numerosos em todo o sistema nervoso. O que significa que quando você recebe uma dose adequada de canabinóides, eles agem diretamente e afetam grande parte do sistema nervoso humano. 

Isso é psicodélico … quero dizer, psicoativo!

Muitos indivíduos provavelmente se sentiram chapados ou doidões na primeira vez que ingeriram um potente produto canabinóide e, honestamente, isso não é surpresa. 

Tive muitos pacientes e clientes que me perguntaram sobre o conteúdo de THC do produto que acabaram de ingerir, pelo fato de que podem jurar que ficaram chapados !!!!

Se você se encontra nesta posição, não há necessidade de se preocupar, você não está realmente ficando “chapado”. 

Em termos mais simples, ele está literalmente restaurando todo o sistema nervoso e o eixo hipotálamo-pituitária-adrenal (HPA). 

Os canabinóides eliminam todo o nosso excesso de sinalização e comunicação em um sistema nervoso sobrecarregado e esgotado, trazendo-o de volta a um equilíbrio saudável. 

Há quanto tempo seu sistema nervoso está totalmente equilibrado?

Se você pensar sobre isso, não é realmente surpreendente que tantos de nós sintamos uma mudança no espaço da nossa cabeça ao ingerir canabinóides! 

Essas potentes qualidades psicoativas devem ser prontamente celebradas, não escondidas. Eles são uma indicação da verdadeira interação entre os canabinóides e os sistemas do corpo!

Vamos espalhar a boa palavra!  

Cannabis como um adaptógeno

Tenho certeza de que agora você já ouviu a piada de que a cannabis pode literalmente curar qualquer coisa? 

Na verdade, diz o ditado: “a cannabis é a única planta que pode alimentá-lo, abrigá-lo e vesti-lo”. 

No entanto, ela realmente tem o potencial de ajudar a tratar a maioria das aflições encontradas nos dias de hoje. 

Então, por que os canabinóides e a planta da cannabis podem ter um potencial terapêutico tão vasto em vários graus e manifestações de doenças? 

Bem, porque a cannabis é um dos adaptógenos mais poderosos encontrados na natureza!

Cada fitoterapeuta e profissional de saúde deve estar bajulando o potencial terapêutico desta planta extraordinária. 

O que é um adaptógeno?

Um adaptógeno é uma substância natural que ajuda o corpo a lidar com o estresse enquanto exerce um efeito normalizador.

O que torna a cannabis um adaptógeno?

Conforme afirmado na última seção, os canabinóides exercem um efeito poderoso em nosso sistema endocanabinóide, que inclui os receptores canabinóides (há muitos outros receptores semelhantes aos canabinóides), encontrados em grandes quantidades em todo o nosso sistema nervoso.

Quando os canabinóides da planta da cannabis se ligam a esses receptores, isso causa o efeito inverso daquele que o cortisol normalmente exerce, permitindo que o corpo se adapte adequadamente às mudanças e estressores no ambiente. 

Sinais excitatórios são impedidos de serem liberados pelos neurônios, ao mesmo tempo que evita a liberação de mensageiros químicos inflamatórios e enzimas que causam danos aos tecidos locais. 

Isso permite que o corpo otimize a comunicação entre diferentes sistemas e funções metabólicas, sem nenhum sinal excessivo ou errático que afaste nosso corpo de um equilíbrio homeostático estável. 

A cannabis pode realmente ajudar a redefinir todo o nosso sistema nervoso enquanto modula as funções básicas do corpo humano, agora que é um poderoso adaptógeno!

Como você pode ver, ainda há muito a ser descoberto sobre o CBD e a cannabis em geral. 

Existem vastas implicações médicas, interações, efeitos colaterais e mais fatores que não descobrimos ou temos a capacidade de observar até agora. 

Também existe uma falta de regulamentação e padronização adequadas no mercado, o que significa que as empresas podem realmente fazer o que quiserem ao operar em “áreas cinzentas”.

H&E continuará fornecendo informações atualizadas e acontecimentos relacionados a tópicos que vão da cannabis e do CBD à fitoterapia e práticas gerais de saúde para mantê-lo informado sobre esses tópicos.

Esperamos que você tenha gostado de ler isso e aprendido algo valioso. 

Fique à vontade para deixar um pensamento! 

Fonte: Dr. Thomas Macsay

COMECE SEU TRATAMENTO AGORA
blank

Autor

ReMederi

A Remederi é uma empresa brasileira de saúde, com a missão de promover qualidade de vida por meio do acesso a produtos, serviços e educação sobre Cannabis medicinal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
remederi, anvisa

A REMEDERI preza pela saúde dos seus pacientes. Ancorados na transparência e lisura, estamos evoluindo para atender todas as regras sanitárias brasileiras da ANVISA e nos adequando à Portaria 344/1998 do MS e da RDC 96/2008, RDC 327/2019 e 660/2022.