Canhamo

Cannabis no ramo alimentício: Sementes, Óleo, Proteínas (+ Benefícios)

COMECE SEU TRATAMENTO AGORA

A cannabis é uma planta extremamente versátil.

Além do seu uso terapêutico e medicinal, ela vem sendo cada vez mais utilizada no ramo industrial, impactando diretamente nos setores petroquímico (plásticos e biocombustíveis), têxtil (tecidos e revestimentos), alimentício (alimentos funcionais) e da construção civil (tijolos e estruturas).

Assim, tanto a planta quanto as suas sementes têm se mostrado como ingredientes de destaque em vários produtos, seja em cremes para a pele ou em analgésicos, e agora também em alimentos e bebidas.

Neste artigo, abordaremos a cannabis no ramo alimentício sem a presença dos fitocanabinóides, isto é, sem as substâncias encontradas na cannabis que vem sendo utilizadas com finalidade medicinal e terapêutica, como o CBD, CBC, CBN, CBG, THC, dentre outras.

Cannabis no ramo alimentício

Além dos Estados Unidos, onde a utilização da cannabis encontra-se bem difundida, o interesse no uso de derivados da cannabis é atualmente uma das maiores tendências em ingredientes alimentares. 

Alguns exemplos são vistos no Canadá, que foi um dos primeiros países a aprovar seu uso em alimentos, na Austrália, na Nova Zelândia, e mais recentemente na União Europeia, onde passou a ser considerado um novo ingrediente.

No início de 2020, o Uruguai tornou-se o primeiro país da região latino-americana a aprovar o uso de derivados de cannabis em alimentos, trazendo como novidade a aprovação de dois novos ingredientes alimentares derivados de sementes de cânhamo (variedade Cannabis Sativa Ruderalis).

Este fenômeno do aumento na utilização da cannabis tem ocorrido porque estes alimentos são saudáveis e funcionais, isto é, produzem efeitos metabólicos, fisiológicos e benéficos à saúde, quando consumidos usualmente e acompanhados por hábitos sadios. 

Vejamos as características, benefícios e possibilidades de uso neste amplo universo de utilização da cannabis no ramo alimentício.

Sementes de cannabis

blank

Para ser utilizada, primeiramente a semente do cânhamo é descascada através de um procedimento específico.

Estudos demonstram que  este alimento possui altíssimo valor nutritivo, além de ser de fácil digestão. 

Encontramos em sua composição alto teor de ácidos graxos essenciais, como os ácidos linoleico (ômega-6), oleico, alfa-linolenico (ômega-3), ácido gama-linolênico (GLA), dentre outros ácidos graxos poli-insaturados.

Este é o tipo de gordura classificada como boa, pois ajuda a diminuir os níveis de “colesterol ruim” (LDL) e os níveis de triglicérides no sangue, reduzindo assim o risco de doenças cardíacas, além de outros benefícios que serão mostrados mais adiante.

Além disso, esse alimento é rico em fibras e minerais, como o ferro, fósforo, potássio, cálcio, zinco, magnésio, dentre outros, além da presença da vitamina B-6, dentre outras.

Da mesma forma, é utilizada como fonte de proteína vegetal, uma vez que, possui a variedade completa de aminoácidos essenciais em sua composição (não sintetizados pelo corpo humano).

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), 100g de sementes de cânhamo descascada contém, dentre outras substâncias:

  • 553 calorias;
  • 31,56g de proteína;
  • 48,75g de gordura;
  • 8,67g de carboidratos;
  • 4g de fibras
  • 70mg de cálcio;
  • 7,95mg de ferro;
  • 700mg de magnésio;
  • 1650mg de fósforo;
  • 1200mg de potássio;
  • 5mg de sódio
  • 9,9mg de zinco
  • 0,5mg vitamina C.
  • 0,6mg vitamina B-6

Reforçamos que as sementes não possuem os fitocanabinóides em sua composição, isto é, aquelas substâncias encontradas na cannabis e que vem sendo utilizadas com comprovada eficiência em âmbito medicinal e terapêutico, como o CBD, CBC, CBN, CBG, THC, dentre outras.

Assim, suas possibilidades de utilização são inúmeras e ela pode ser consumida in natura, como farinha ou na forma de óleo. 

Como sugestões de uso podemos citar: misturas de brotos, cobertura de legumes, saladas, frutas, iogurte, misturados em chutneys, pestos e molhos. Também pode ser utilizada em sobremesas, como biscoitos, tortas, sorvetes e como barras nutricionais. 

Óleo extraído das sementes de cannabis

Inicialmente, informamos que o óleo extraído da semente é completamente diferente do óleo extraído das flores da cannabis.

O primeiro se destina ao uso alimentício e possui todas as propriedades nutritivas descritas no tópico que tratou das sementes, enquanto que o segundo se destina ao uso terapêutico ou medicinal em virtude da presença dos fitocanabinóides.

Para se extrair o óleo é utilizada a técnica de prensagem a frio, pois esta mantém intactas todas as propriedades existentes na semente.

Essa técnica, que utiliza baixas quantidades de calor e pressão, é bastante utilizada quando se trata da indústria alimentícia, pois não altera as propriedades de qualquer tipo de alimento devido ao baixo calor.

O óleo de semente de cânhamo está crescendo em popularidade porque fornece uma longa lista de benefícios à saúde que estão sendo confirmados por meio de uma série de estudos e pesquisas.

Justamente por ser extraído da semente, o óleo é conhecido por ser rico em nutrientes e por seus benefícios gerais para a saúde, sendo composto por ácidos graxos, fibras, proteínas e carboidratos.

Para tirar o máximo proveito de suas propriedades benéficas, basta a ingestão de duas colheres de chá do óleo por dia, ou simplesmente adicioná-lo a uma salada ou a qualquer uma das refeições.

Importante frisar que este óleo não é recomendado para frituras, pois perde muitas de suas propriedades quando aquecido.

Proteína de cânhamo 

As proteínas em forma de pó são suplementos nutricionais populares usados ​​por atletas, fisiculturistas e aqueles que tentam ganhar peso ou aumentar a massa muscular.

Isso porque a regeneração muscular é essencial após a pratica esportes e recreação e as proteínas são cruciais para a “construção” da massa muscular. 

A proteína do cânhamo é feita pela moagem de sementes prensadas e transformadas em pó fino.

É considerada a melhor opção de proteína de origem vegetal, pois contém fibras alimentares, ácidos graxos essenciais, minerais, vitaminas e antioxidantes, além de possuir fácil digestibilidade.

Potenciais benefícios dos alimentos à base de cannabis

Vejamos os benefícios que podem ser proporcionados pelos alimentos derivados de cannabis: 

1. Estímulo do sistema imunológico

As proteínas são parte integrante de enzimas, anticorpos, hormônios, fibrinogênio e também são encontradas no plasma sanguíneo. Os ácidos graxos essenciais também são conhecidos por ajudar a reforçar o sistema imunológico. 

2. Aumento da energia

Os ácidos graxos essenciais produzem o dobro de energia que os carboidratos e quebram as proteínas mais lentamente, o que significa que a energia é liberada mais lentamente e com o tempo.

3. Ação anti-inflamatória 

Ácido gama-linolênico (GLA) é um ácido graxo essencial que, juntamente com outros nutrientes das proteínas do cânhamo, ajuda a aliviar as inflamações.

4. Melhora na digestão

Devido à alta proporção de fibras alimentares, há comprovado efeito benéfico na digestão.

5. Regeneração muscular

A proteína do cânhamo é completa (contém todos os 9 aminoácidos essenciais), atuando diretamente na regeneração  e podem auxiliar no aumento de massa muscular.

6. Promover a saúde do coração

Quando a arginina (um antioxidante), a fibra alimentar e os ácidos graxos são combinados, obtemos um conjunto de nutrientes que podem reduzir a chance de doenças cardíacas.

7) Reduzir a fome e ajuda no combate à obesidade

As fibras alimentares e ácidos graxos promovem uma saciedade significativamente prolongada, o que faz com que a pessoa possa ingerir uma quantidade menor de alimentos.

8) Limpeza do cólon

Uma alta proporção de fibra alimentar (solúvel e insolúvel) ajuda na limpeza natural do cólon e pode reduzir o risco de hemorróidas, diarréia, constipação e também ajuda a eliminar toxinas do corpo.

9) Melhorar o metabolismo

A ingestão de proteínas é crucial para a perda de peso e um metabolismo aprimorado, o que também contribui para uma eliminação mais rápida de gordura e formação de massa muscular.

10) Regulagem dos níveis de colesterol

Com a ajuda de ácidos graxos essenciais, o nível de gorduras não saudáveis ​​em nosso corpo diminui e a formação de placas de colesterol nas artérias também diminui.

11) Redução do risco de osteoporose

Os ácidos graxos essenciais desempenham um papel importante em muitos processos, incluindo a prevenção da osteoporose, que geralmente é o resultado da deficiência de ácidos graxos essenciais (GLA e EPA).

Conclusão

Os alimentos produzidos à base de semente de cânhamo apresentam uma série de características que os classificam como funcionais e saudáveis, tais como:

  • fácil digestão
  • fonte completa de proteína
  • alta proporção de fibra alimentar
  • conter alto teor de ácido graxos essenciais, minerais, vitaminas e antioxidantes  

Para quem se interessou pelo assunto e tem interesse em comprar ou trabalhar com alimentos à base de cannabis, entre em contato com o time da ReMederi.

COMECE SEU TRATAMENTO AGORA
blank

Autor

ReMederi

A Remederi é uma empresa brasileira de saúde, com a missão de promover qualidade de vida por meio do acesso a produtos, serviços e educação sobre Cannabis medicinal.

Comentário (1)

  1. blank
    gaston
    27 de maio de 2021

    Maravilhosa e profissional descrição

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
remederi, anvisa

A REMEDERI preza pela saúde dos seus pacientes. Ancorados na transparência e lisura, estamos evoluindo para atender todas as regras sanitárias brasileiras da ANVISA e nos adequando à Portaria 344/1998 do MS e da RDC 96/2008, RDC 327/2019 e 660/2022.